Predadores oportunistas

shark-cuba-1945.jpg

(Se você teve problemas para vizualizar a foto acima, clique no link

https://comoeueratrouxaaos18anos.files.wordpress.com/2007/11/shark-cuba-1945.jpg )

Por Mauricio O. Dias – comoeueratrouxa

Escrevi há uns três posts sobre erros jornalísticos. Esqueci de um de minha autoria – neste caso não chega bem a ser erro, há controvérsias: No texto sobre Spielberg no digestivocultural, disse que era verdadeira a estória contada pelo personagem Quint no filme ‘Tubarão’: um relato oral sobre o naufrágio do USS Indianapolis – ver http://http://www.ussindianapolis.org – ocorrido no Oceano Pacífico em 1945, em plena Segunda Guerra Mundial. Segundo o relato que é visto no filme, centenas de marinheiros teriam sido devorados por tubarões.

Depois, vendo um documentário sobre o naufrágio, vi que a versão narrada no filme foi relativamente incrementada. Boa parte dos muitos náufragos morreu por uma mistura de desidratação, exaustão, insolação – morrer de falta de água potável, estando cercado de água por todos os lados é uma triste ironia. Os tubarões atacaram alguns marinheiros, isto é fato. (“Shark attacks began with sunrise of the first day and continued until the men were physically removed from the water, almost five days later.” – http://www.ussindianapolis.org/story.htm).

Parte considerável dos que foram devorados já estavam mortos – os corpos boiando graças aos coletes salva-vidas. Alguns sobreviventes declararam não ter visto um único ataque de tubarão.

É uma história épica, imagine quantas vezes situações como esta se repetiram ao longo da jornada humana, desde as canoas dos pescadores ainda na pré-história, passando pelas batalhas navais entre gregos, persas e fenícios? Além dos antigos navegadores chineses, ou os povos polinésios, que sempre tiveram íntima ligação com o oceano.

Os naufrágios causados por tempestades, choque com recifes, erros humanos. Homens boiando desesperados, aguardando a morte.

Há vasta bibliografia sobre homens à deriva no mar, com inúmeras variações: no Velho Testamento já se fala de Jonas e o grande peixe, que muitos associaram a uma baleia. E Robinson Crusoe, e trechos de Moby Dick. Recomendo ler o maravilhoso ‘A Ilha Do Dia Anterior’, de Umberto Eco.

Géricault, pintor francês do séc. XIX, abordou magistralmente o tema em ‘A balsa do Medusa’ – ver http://www.artrenewal.org/pages/artwork.php?artworkid=2187&size=large, sendo que aqui os homens ainda estão em relativa segurança, dentro de uma jangada improvisada.

Ainda hoje, nestes tempos de devastação intensa, e onde curiosos com câmeras vasculham toda a extensão do globo, o mar e sua vastidão permanecem uma fonte de mistério.

Entrevista com o cineasta Nelson Pereira dos Santos no link

http://www.revistazepereira.com.br/um-fim-de-tarde-com-nelson-pereira-dos-santos

É esclarecedor ter acesso as idéias do Nelson. Porque, apesar de ele ter sido professor do curso de cinema da UFF, e na época que entrei seu nome ser o principal chamariz daquela pocil…well, instituição… nos anos em que lá estive como aluno (1991-1996), só o vi uma vez, conversando com um outro professor. Uma única vez em seis anos? E é um fato, tenho testemunhas disso, colegas. Não creio que fosse o que se chama de funcionário assíduo. Fica aqui o registro, como uma metáfora da relação do cinema brasileiro com o dinheiro público.

Para fugir um pouco destes assuntos , este site que mencionei acima, o artrenewal – clicar em http://www.artrenewal.org/pages/search.php –  tem um dos melhores bancos de dados on line de pintura que eu já vi, organizados em ordem alfabética.  Vale uma conferida.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: