O último post antes do recesso

Por Mauricio Dias – comoeueratrouxa

Este site é melhor visualizado se você usa Internet Explorer.

Uma amiga minha tinha dito que os links entram no meio dos textos.

Isto acontece quando se usa outros navegadores, como Firefox e outros menos conhecidos. Quando eu lanço um texto, uso o I. Explorer, então este é o formato que vai se adequar mais na hora de o ler.

No texto que postei já há algum tempo no link https://comoeueratrouxaaos18anos.wordpress.com/2007/10/08/predadores-oportunistas falei sobre o site http://www.artrenewal.org, que tem um belo banco de dados de pintores (“organizados em ordem alfabética.  Vale uma conferida.” – escrevi na ocasião).

E é verdade, mas esqueci de dizer que eles são, digamos, muito caretas.

No banco de dados deles não entram Matisse ou Picasso.

Mas no link http://www.artrenewal.org/asp/database/contents.asp pode-se ver  de Jan van Eyck (na letra E) e Piero della Francesca e Grünewald, passando por Tintoretto, até os impressionistas.

Já é uma bela contribuição. Se eu tivesse acesso a algo assim quando tinha dezesseis anos, teria me poupado muitas voltas na vida.

O problema com este site é quando ele tenta promover artistas contemporâneos, em sua maioria norte-americanos, que fazem aquilo que os americanos chamam de ‘pintura realista’ (ou “classical realist”).

Há coisa de uns seis meses, quando indiquei os links a alguns amigos, o fiz com o aviso: “Tem coisas muito bem acabadas, mas tem muito hiper-realismo que me parece vazio de idéias ou sentido.”

Mas é mais do que isso. São ingênuos, bregas. Acadêmicos, no pior sentido da palavra. Pessoas que foram treinadas para desenhar, mas que parecem não ter um cabedal cultural.

Um artista plástico tem que ler, ouvir discos, ver filmes. Se ele vive no século XXI tem que entender quem foram Hitchcock, Stanley Kubrick, Orson Welles, Debussy, Stravinski, Miles Davis, Kafka, Borges, etc.  E se nasceu depois de 1960 ele deve procurar conhecer (por razões diversas) o mundo pop dos Beatles, Led Zeppelin, David Bowie, Woody Allen, o Recruta Zero de Mort Walker, o Calvin de Bill Watterson, Os Simpsons de Matt Groening. 

O saber acadêmico é importante, e muitas vezes  no século que passou foi desprezado; mas visão é ainda mais importante.

Segue uma lista dos trabalhos que encaixo no rótulo de vazios de sentido (com algumas exceções, como Paige Bradley) :

http://www.artrenewal.org/articles/2006/Salon/winners1.asp

http://www.artrenewal.org/articles/2006/Salon/winners2.asp

http://www.artrenewal.org/articles/2006/Salon/winners3.asp

(AÍ BASTA IR  TROCANDO O NÚMERO DEPOIS DE ‘WINNERS’. Rolar a barra até em baixo, clicar nas figuras)

até

http://www.artrenewal.org/articles/2006/Salon/winners8.asp

Feliz natal e bom 2008!

Uma resposta para O último post antes do recesso

  1. Canha disse:

    Bacana seu site. Pena que não roda bem no Firefox.
    Abraços

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: