Tem gente que pede pra levar chifre

.

Por Mauricio O. Dias – comoeueratrouxa

Deve a arte ter a preocupação de ser moral?

Deve um artista mostrar de forma bela atos de violência não justificáveis?

Estes pensamentos me vieram à mente vendo uma série de pinturas do americano Eric Fischl com tema de ‘touradas’.

Não sou vegetariano, embora tenha simpatia por aqueles que se abstém de comer carne por compaixão pelos bichos. Mas mesmo encarando o sacrifício animal como necessário à alimentação, considero as touradas – a transformação deste sacrifício em espetáculo – uma barbárie. Não me interessa se é um hábito cultural milenar, não aceito isso como argumento em prol de sua legitimidade.

Desde Goya, alguns artistas famosos, mais notadamente Picasso, se interessaram pelo tema. Mas tanto Goya quanto Picasso cresceram imersos em uma cultura onde as touradas eram comuns. Já Fischl veio de outro contexto.

Ao retratar a pulsão de morte, ele em algum momento se questionou sobre a validade do espetáculo? Ou ele pinta uma tourada como pintaria uma cena urbana, ou qualquer cena dinâmica fora do estúdio?

Os trabalhos se encontram no link

http://www.ericfischl.com/html/en/paintings/corrida_2008_001.html

Esta é uma daquelas páginas que abrem de forma diferente, de acordo com o navegador usado. Uma vez lá, rolar a página para baixo para ver as outras opções, e clicar nas setas de ‘avançar‘ e ‘voltar.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: