Morde e assopra

.

Por Mauricio O. Dias – comoeueratrouxa

Nota introdutória:

Eu tinha escrito em 22-05 o texto abaixo, tacando o pau em ‘Vicky Cristina Barcelona’, que só na véspera eu assistira. No dia seguinte saiu a coluna de Caetano n’O Globo, eu escrevi sobre ela, e resolvi segurar o texto sobre ‘Vicky…’ por uma semana e lançar o outro. Até aí tudo bem. Mas neste meio tempo revi ‘Zelig’, o ‘falso documentário’, um filme absolutamente perfeito. E depois disso fiquei com pena – e até um pouco de raiva de mim mesmo – por falar mal de Woody Allen, alguém a quem realmente admiro e que fez tantos filmes maravilhosos (embora eu já tenha reconhecido a qualidade deles num outro texto, que por sinal eu voltei a citar) .

A bem da verdade, ‘Vicky…’ não é um filme horrível. E nem é o pior de Allen, que andou fazendo coisas terríveis, como ‘Igual a Tudo na Vida’ e, sobretudo, ‘Dirigindo no Escuro’. Mas, como houve uma época em que o padrão Woody Allen era tão elevado, que, neste contexto, o filme passado na capital catalã destoa muito. Se fosse uma destas comédias românticas feitas em Hollywood, estaria OK; mas para Woody é fraco.

Curioso é que alguns dos fatos por mim criticados em ‘Vicky…’ estão também presentes em ‘Zelig’: é bastante improvável o fato de a cientista e sua irmã pilotarem aviões; a cientista tem uma aprazível casa no campo; ninguém parece ter preocupação com dinheiro – e olha que o filme se passa na depressão dos anos 1930. Mas em ‘Zelig’ nada disso me incomoda, porque, como a premissa do filme é irrealista e absurda, talvez a partir daí o espectador costume exercer uma concessão de credibilidade.

Como o texto sobre ‘Vicky…’  já estava pronto, achei melhor lançá-lo:

Há um certo período da carreira do Woody Allen que é digno dos maiores elogios – os quais eu já fiz em https://comoeueratrouxaaos18anos.wordpress.com/2010/05/15/um-dos-grandes-nomes-do-showbiz-no-seculo-xx

No entanto, o mesmo cara que escreveu os diálogos maravilhosos de ‘Manhattan’ e outros fimes é capaz de baboseiras como esta abaixo, extraída de ‘Vicky Cristina Barcelona’, a qual não é aceitável nem se sua intenção era zombar da pretensão do personagem – o que não fica claro.

Narrador (em off, a respeito do personagem Cristina): “(…) Já pensava nela mesma como uma espécie de exilada; ali ela não era sufocada pelo que acreditava ser a puritana e materialista cultura americana, para a qual não tinha muita paciência. Via a si própria mais como uma alma européia. Em sintonia com os artistas e pensadores amigos de Juan Antonio, sentia expressada sua trágica, romântica e livre concepção da vida.

Pior que essa pretensão, só as pinturas mostradas no filme – atribuídas aos personagens do casal interpretado por Javier Bardem e Penélope Cruz. E é tudo irritante, aquelas pessoas que nem imaginam o que seja ter que trabalhar com horário e patrão para ganhar dinheiro – nada contra haver UM dândi na trama; mas ali TODO MUNDO é dândi:Vicky estava terminando seu mestrado em Identidade Catalã, tema pelo qual se interessou devido a sua grande afeição pela arquitetura de Gaudí.

É, extremamente comum para um personagem americano, país impregando pelo pragmatismo, alguém ir para a Espanha concluir mestrado em “Identidade Catalã”. O quê? Vai me dizer que você, caro leitor subdesenvolvido, não conhece ninguém que faça mestrado em “Identidade Catalã”? Culpa sua, que não mora dentro de um filme do Woody Allen.

E há também o clichê do artista boêmio e latin-lover – que pilota aviões, dirige um conversível, é filho de um poeta e mora numa adorável villa. Ai, a náusea… Também está presente a histérica e passional espanhola, capaz de atos agressivos, suicidas e até homicidas. Um parênteses : Devo reconhecer que aqui Woody marca ao menos um ponto; não dá para o espectador passar indiferente à visão de um beijo trocado entre Scarlett Johansson e Penélope Cruz. O diretor septuagenário convida ao fetiche, e não há como recusar.

O filme todo tem cheiro de encomenda de Secretaria Municipal de Turismo. Aliás, a possibilidade de Woody vir filmar no Rio de Janeiro só se justifica por razões semelhantes.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: