Pintor polonês

novembro 13, 2014

Como eu ia ter acesso a um artista destes antes da internet?
A tela ‘Zasmucona’ (‘Chateada’, ou ‘Pesarosa’) , do pintor polonês Wojciech Weiss (1875 – 1950).

Wojciech Weiss - Zasmucona 1898

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mais alguns ótimos trabalhos deste artista podem ser vistos nos links (clicar nas imagens para ampliar):
http://www.pinakoteka.zascianek.pl/Weiss/Index.htm
http://www.pinakoteka.zascianek.pl/Weiss/Weiss_2.htm
http://www.pinakoteka.zascianek.pl/Weiss/Weiss_3.htm
http://www.pinakoteka.zascianek.pl/Weiss/Weiss_4.htm
http://www.pinakoteka.zascianek.pl/Weiss/Weiss_5.htm


No país de Albrecht Dürer

novembro 9, 2014

No jornal ‘O Globo’ de hoje, 09/11/2014, há uma matéria sobre as dificuldades que ainda existem na Alemanha em decorrência da unificação (pags. 50-52).
Num box fala-se de como Leipzig se tornou um pólo cultural, e de um artista de lá, Neo Rauch, 54 anos, que, segundo a matéria “mal consegue dar conta das inúmeras encomendas que recebe de colecionadores do mundo inteiro, fascinados pela sua arte monumental, expressiva e melancólica, embora o seu quadro mais barato custe mais de $ milhão de euros.
($1 euro = $3,19 reais)
Confesso que não conhecia. Fui procurar o trabalho do sujeito na internet. É figurativo, influenciado pelo realismo-socialista, e, de acordo com a wikipedia “suas pinturas monumentais tem como influência a obra de surrealistas como Giorgio de Chirico e René Magritte“.
Sei que a wikipedia não é fonte respeitável, mas realmente o trabalho dele lembra mesmo os dos pintores citados. O que, em linguagem honesta, é o mesmo que dizer: É uma MERDA de todo o tamanho.
Vejam vocês mesmos, cliquem nas obras para ampliá-las:
http://www.davidzwirner.com/artists/neo-rauch/survey
http://www.davidzwirner.com/artists/neo-rauch/survey/page/2
http://www.davidzwirner.com/artists/neo-rauch/survey/page/3
http://www.davidzwirner.com/artists/neo-rauch/survey/page/4

Agora, pensar que tem alguém dando R$ 3 milhões nisso, faz lembrar a frase atribuída ao famoso dono de circo americano, P.T. Barnum (1810 – 1891) , mas que na verdade foi dita por um certo David Hannum, rival de Barnum. A frase é: “There’s a sucker born every minute” (“A cada minuto nasce um otário”).